quarta-feira, maio 9

"Não me arrependo de nada, só me arrependo do que não fiz"

Essa frase tornou-se rotineira e é um must entre adolescentes idiotas internet afora. Na tentativa de encontrar quem foi o primeiro imbecil a proferir tal idiotice, encontrei um blog fazendo a mesma pesquisa que eu, um site afirmando que Abílio Diniz seria o autor da estapafúrida e um terceiro afirmando que o primeiro a falar este absurdo foi Leila Diniz. O que me fez achar que a imbecilidade é problema recorrrente entre os Diniz.

Expliquem-me: Como é possível alguém se arrepender do que não fez? No máximo poderíamos nos arrepender da nossa decisão pessoal de não ter feito alguma coisa. Ou será que o imbecil sou eu?

Outro dia, na Revista do Globo, uma famosa atriz, entrevistada, conseguiu superar todas as expectativas com a seguinte pérola: "Arrependo-me do que ainda não fiz". O mais engraçado é que a pessoa responde com um certo ar intelectual, o que deixa a caricatura ainda mais engraçada. Imagina alguém se arrepender daquilo que ainda vai fazer. Não seria mais fácil simplesmente não fazer, já que está arrependida de antemão? Que coisa...

Eu entendo a necessidade humana de querer se mostrar superior aos demais e seguro de si mesmo. Feliz por ter sempre tomado decisões sábias, ou por ter aprendido alguma lição ao tomar uma decisão equivocada. Mas é preciso saber que não há melhor lição do que o arrependimento. Com ele podemos admitir nossos erros e mudar os rumos de alguma trajetória. Podemos crescer!

Eu me arrependo de tantas coisas: De ter fumado o primeiro cigarro, de não ter ido ao batizado do meu primeiro sobrinho por estar brigado com meu irmão e de ter enganado algumas pessoas num passado não muito distante, embora eu ainda ache que elas tenham merecido. Só para citar três exemplos. Mas tenho muitas outras coisas das quais me arrependo.

Só não fico me culpando. Passado é passado, futuro é incerteza e o que importa é o presente. E o presente é uma pilha de processos na minha mesa esperando minha assinatura.

Marcadores: ,

5 COMENTÁRIOS:

Blogger Monalisa disse...

Já reparou que eu ando estreando os comentários por aqui?..rsss.
Esta história é assim: um diz uma frase, todo mundo acha bonito e sai repetindo, parece até que foi ensaiado. Às vezes fica ridículo mesmo. Eu prefiro dizer que foram raras as vezes que arrependi de TER DEIXADO de fazer algo, ou seja, de ter decidido por não fazer, até porque eu sou meio maluca, quando tomo uma decisão, vou em frente e nem olho para trás, afinal: alguém já conseguiu mudar o passado?
Beijos cheios de decisão para você!

P.S.: Ainda bem que você não falou sobre o Papa..rsss.

quarta-feira, maio 09, 2007 11:38:00 AM  
Anonymous Jôka disse...

Sua foto está hilária !

quarta-feira, maio 09, 2007 12:16:00 PM  
Anonymous Jôka disse...

Abílio é primo distante e arrependido de Leyla.
Todos para sempre Diniz.

quarta-feira, maio 09, 2007 12:17:00 PM  
Anonymous sidnei disse...

Eu acho que significa... 'só me arrependo de não ter sido mais porra louca nessa vida, porque aí eu teria enfiado o pé na jaca etc etc etc...'
Realmente é uma frase uó.

quarta-feira, maio 09, 2007 4:43:00 PM  
Anonymous Anônimo disse...

o imbecíl é você

domingo, julho 01, 2007 10:57:00 PM  

Postar um comentário

links para este post:

Criar um link

<< Principal